Abcesso

Abcesso

Category : Medicina Dentária

O abcesso é uma infeção bacteriana e consiste numa bolsa com pus. Os abcessos podem denominar-se de peri apicais e surgirem junto à raiz de um dente, na sua extremidade, ou serem abcessos periodontais e estarem junto à gengiva.

Saiba tudo sobre os abcessos no tratamento com implantes dentários.

Será que um abcesso é sinónimo de infeção? Se surgir um abcesso na gengiva, vou perder os meus implantes? Porque surgem abcessos durante o tempo de ósseo-integração dos meus implantes?

Porque surgem abcessos na gengiva?

Um abcesso num dente pode surgir devido a um tratamento dentário efetuado algum tempo antes, se existir uma lesão  junto  da área em causa ou se uma cárie não for tratada atempadamente .

As bactérias entram na parte mais interna do dente, na polpa dentária. A polpa dentária contem tecido conjuntivo, vasos sanguíneos e estruturas nervosas. A bactéria pode invadir o dente através de uma fissura, lasca e atinge a raiz.

Quais os sintomas de uma infeção bacteriana?

Inflamação na extremidade da raiz de um dente, inflamação da região, a pessoa sente dor moderada ou intensa.

Principais sintomas de um abcesso oral

  • Dor de dentes, mais ou menos intensa , geralmente latejante.
  • Ao mastigar, a pessoa sente uma pressão incomoda provocada pelos alimentos na área afetada.
  • Existe muita sensibilidade ao calor e ao frio.
  • A face incha, pode acontecer também na bochecha,
  • Na parte inferior do maxilar ou pescoço existem os gânglios linfáticos e estes podem inchar.
  • Se o abcesso rebentar naturalmente a pessoa pode sentir um odor desagradável e um alívio da dor.

Como se diagnóstica um abcesso?

O dentista em primeiro lugar examina a área afetada. Geralmente utiliza o meio auxiliar de diagnóstico denominado de radiografia. Com a radiografia poderá verificar a localização exata da infeção e observar se esta alastrou  atingindo outras áreas  vizinhas.

Como se tratam os abcessos orais?

Existem diversos tratamentos efetuados pelos dentistas. O tratamento depende da causa do abcesso e da causa da infeção.

  • O abcesso pode ser drenado através de uma pequena incisão e o pus sai. Logo a seguir a zona é lavada com agua salgada.
  • O dentista pode prescrever antibióticos principalmente se a infeção atingir os dentes adjacentes. Se a infeção for delimitada apenas na área do abcesso pode não ser necessário a toma de antibióticos.
  • O dente pode ser desvitalizado ou submetido a tratamento endodôntico. O dentista faz um ligeiro orifício no dente, remove o nervo ou a polpa, preenche os canais radiculares com produtos adequados , sela a camara pulpar e os respetivos canais.
  • Em alguns casos, quando já não é possível eliminar o abcesso o dente pode precisar de ser extraído. Com a extração a infeção termina. Os dentistas nos dias de hoje só extraem dentes quando já não existe mais nenhuma possibilidade de tratamento.

Prevenção dos abcessos orais

Para evitar que os abcessos  possam surgir, o primeiro passo é uma correta e constante higiene oral. Os dentes devem ser escovados várias vezes ao dia. As consultas no dentista são fundamentais para identificar possíveis cáries. Se estas forem  tratada no seu estado inicial , o dente pode durar muitos anos e evita-se os possíveis abcessos.

  • Existem pastas dentífricas especialmente concebidas para evitar a hemorragia gengival. Os dentes devem ser escovados diariamente várias vezes ao dia assim como a língua e o palato (céu da boca).
  • Deve-se usar elixires orais para complementar a higiene. Estes elixires contribuem para eliminar as bactérias que possam ainda estar alojadas entre os dentes mesmo após uma correta escovagem.

O abcesso vai prejudicar um tratamento com implantes?

Sim, o abcesso pode prejudicar o seu tratamento com implantes dentários. Em caso de abcesso deve consultar o seu médico implantologista para melhor diagnóstico e tratamento.