As etapas do tratamento

As etapas do tratamento

Conheça os 5 passos para  a colocação de implantes dentários.

Diagnóstico para os implantes

A consulta de diagnóstico é o primeiro passo para saber se é um candidato a implantes dentários.  Para agendar esta consulta basta ligar para uma clinica especializada em implantologia. A marcação será feita de acordo com a disponibilidade do paciente e a dos médicos especializados em tratamentos fixos.

Será convidado a levar uma radiografia recente dos maxilares, ou seja, uma Tac dentária. Nesta primeira consulta, o médico através da ortopantomografia ou radiografia a 3D,  analisará a disponibilidade óssea, assim como a falta de dentes.

Serão prestados todos os esclarecimentos relativos à intervenção, duração do tratamento, tipo de implante a inserir, tipo de prótese fixa. Se tem alguma dúvida sobre este tipo de tratamento, fale com o médico e pergunte tudo sobre  tratamento. O dentista, melhor que ninguém, poderá responder a todas as questões.

O desejo do paciente relativos aos novos dentes é sempre uma prioridade. Os dentistas querem saber o que pretende, qual o tipo de tratamento fixo que mais se adapta.

Orçamento

Em simultâneo com o diagnóstico é apresentando um orçamento ou preço do tratamento. Através do sistema informatizado das clínicas médicas, imprime-se um orçamento detalhado com o numero de dentes , implantes dentários e respetivo custo. São apresentadas várias formas de pagamento, incluindo o recurso ao financiamento. Todas as clínicas trabalham com crédito ou facilidades de pagamento.

Esta opção está disponível para pacientes que desejem recorrer ao crédito sem juros. A operação é feita em parceria com uma instituição de crédito e sujeita a aprovação por esta.

Qualquer paciente pode recorrer a esta solução desde que reúna determinados quesitos pré- estabelecidos tais como estar empregado, residir em Portugal e auferir rendimentos com margem de esforço aceitável. Geralmente, estes financiamentos facilitam a questão económica.

Na maior parte das clínicas estão isentos de juros e por isso, a vantagem é evidente. Quando se recorre a um crédito bancário, é obrigatório pagar juros. Esses juros encarecem o tratamento.

Nas clínicas, os juros, são suportados por elas. É verdade que nem sempre é assim. Algumas pedem algum dinheiro a título de juros. O ideal é informar-se muito bem sobre a questão do pagamento, caso esteja interessado em fazer um crédito.

Cirurgia dos implantes

Depois de  ultrapassadas a questões relativas ao diagnóstico e respetivo orçamento marca-se a cirurgia de implantes dentários. Este procedimento é muito simples e com recurso a anestesia local.

Trata-se de um tratamento indolor e que dura cerca de 15 minutos para inserção unitária ou uma hora para protocolos All On Four. Em casos mais complicados pode demorar mais algum tempo. A duração da cirurgia varia de caso para caso.

Depois da cirurgia, a recuperação é rápida e sem complicações de maior. Aconselha-se a aplicação de gelo envolto em um pano macio no local da intervenção. O paciente deve seguir a medicação prescrita pelo médico incluindo antibiótico e anti-inflamatório.

Poderá existir um ligeiro inchaço que desaparece em poucos dias. Algum desconforto no dia seguinte. A maioria das pessoas refere não ter dores no pós – cirúrgico.

Uma semana depois deverá regressar à clínica para remoção de pontos cirúrgicos. No caso de pacientes residentes no estrangeiro e que precisam regressar com urgência , aconselhamos que a remoção possa ser feito em uma clinica conveniente no seu país de origem. Existe também a sutura reabsorvível, esta não necessita de remoção. É absorvível pelo organismo.

Ósseo integração do titânio

Este processo significa que após inserção do implante dentário, este deverá ficar em repouso cerca de dois meses ou mais meses, aguardando  cicatrização e regeneração.

Durante este período as células ósseas irão envolver a superfície do pequeno parafuso e desenvolver-se de tal forma sobre ele até que ambos, osso e implante, serão uma única estrutura.

Esta estrutura será a ancora do novo dente artificial. Este processo denomina-se de ósseo integração. O implante fica preso no osso do maxilar.

Prótese fixa sobre os implantes

Ao implante são aparafusados coroas de cerâmica ou próteses acrílicas ou de zircónio. Findo o período de repouso, o paciente é convidado a voltar à clínica para iniciar o processo de produção do novo dente artificial.

Tiram-se moldelos da boca, analisa-se a estética, escolhe-se a cor  e enviam-se estes moldes para laboratório de prótese dentária.

Podem existir  provas de dentes intermédias para assegurar que o resultado é o desejado. Este processo pode demorar cerca de 5 dias a uma semana. O paciente é questionado sobre o tamanho e formato de dentes desejado.

Findo este tempo o processo está terminado e o paciente já pode mastigar, sorrir, falar sem restrições ou constrangimentos. Os novos dentes fixos vão restituir-lhe qualidade de vida e melhor aparência e funcionalidade.